APP Cemig Atende

Baixe na App Store

Baixe na Play Store

Clique aqui Clique aqui

Luz em casa e alegria estampada no rosto de Dona Nega.

.Cemig proporciona acesso à energia elétrica para aposentada que viveu até os 90 anos dependendo de lamparina.

Algumas coisas simples do cotidiano da maioria das pessoas tem valor inestimado para outras. Poder abrir a geladeira e servir um copo de água gelada ou, simplesmente, acender a luz ao anoitecer era algo inimaginável para a senhora Ana da Cruz Mendes. Sem acesso à energia elétrica, ela passou a vida tendo uma lamparina como companheira de todas as noites. Nos dias em que o calor era insuportável, tinha que caminhar longe para buscar gelo na casa de vizinhos e se refrescar.

Essa dura rotina chegou ao fim neste m√™s de setembro, ap√≥s uma interven√ß√£o da Cemig. Finalmente, aos 90 anos, Ana da Cruz Mendes, ou simplesmente Dona Nega ‚Äď como a aposentada √© conhecida na pequena comunidade de C√≥rrego do Ger√īnimo, na zona rural de Santa Cruz do Escalvado ‚Äď acendeu pela primeira vez as l√Ęmpadas de sua humilde resid√™ncia. Ela tamb√©m j√° pode beber √°gua gelada sem sair de casa, onde mora sozinha e cuida de suas galinhas e do cachorro de estima√ß√£o.

Dona Nega, vi√ļva h√° mais de 40 anos, n√£o tem filhos e vivia no escuro por falta de condi√ß√Ķes financeiras. A vista j√° estava emba√ßada por conta da depend√™ncia da lamparina que utilizou por d√©cadas para conseguir enxergar no escuro. Agora, com as noites iluminadas, ela at√© est√° cantando de alegria durante o dia.

Mesmo com tantas dificuldades, a simplicidade e a alegria de Dona Nega j√° eram contagiantes. Com seu insepar√°vel len√ßo na cabe√ßa, o sorriso largo de Dona Nega h√° muito cativou a engenheira ambiental Viviane da Cunha √āngelo Lima.

O isolamento social imposto pela Covid-19, despertou Viviane para a situa√ß√£o da aposentada. A engenheira postou em suas contas no Instagram e no Facebook, em abril, uma foto de Dona Nega segurando uma lamparina. A imagem acompanhava o texto de uma poesia em que Viviane convidava as pessoas a refletirem sobre o momento dif√≠cil que idosos est√£o passando por conta da pandemia do novo coronav√≠rus. ‚ÄúMuitos ainda n√£o t√™m internet, √°gua, luz e sequer algu√©m para os conduzir‚ÄĚ, diz parte do texto.

A postagem de Viviane nas redes sociais recebeu curtidas, comentários e compartilhamentos, que chegaram imediatamente à Cemig. Houve o pronto empenho de vários departamentos da empresa para que Dona Nega pudesse ser atendida.

Clique no bot√£o “Play” para iniciar o v√≠deo