APP Cemig Atende

Baixe na App Store

Baixe na Play Store

Clique aqui Clique aqui

Cemig desenvolve projeto de P&D para otimizar medição de impedância em linhas de transmissão e distribuição

.Parceria com UFMG utiliza sistema inédito para o setor elétrico

Para evitar problemas do método tradicional de medição de aterramento de estruturas de linhas de transmissão e distribuição – como, por exemplo, desconexão de fios contrapesos da estruturas, cabos de medição muito extensos e estimativa da impedância de aterramento – a Cemig desenvolveu, em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), um sistema que permite a medição direta da impedância de aterramento por meio de ondas impulsivas. O projeto “Sistema para Medição da Impedância Transitória de Malhas de Aterramento de Estruturas de Linhas de Transmissão Utilizando Ondas Impulsivas e Cabos de Pequeno Comprimento” foi realizado dentro do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico (P&D), regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Impedância e resistência são grandezas físicas que podem ser determinadas a partir de relações matemáticas entre tensões e correntes elétricas. É o que explica o engenheiro da Cemig e gerente do projeto, Maurissone Guimarães. “Trata-se de uma medida da facilidade com que uma corrente – que pode ser, por exemplo, de uma descarga atmosférica – flui para a terra. Altos valores de impedância e resistência elétricas podem implicar em desligamentos indesejados de uma linha de transmissão”, comenta o engenheiro.

O sistema desenvolvido utiliza um gerador de impulsos e um arranjo inédito com cabos de medição especiais de pequeno comprimento e baixa velocidade de propagação, em que a contribuição da fundação da estrutura é considerada e não é necessária a desconexão dos fios contrapesos do aterramento de estruturas. Os ganhos esperados são o aumento da produtividade em campo, a realização da medição direta da impedância e da resistência de aterramento de pé-de-torre, além da melhoria no desempenho de linhas aéreas de transmissão e distribuição. “O objetivo é agregar todos os elementos utilizados nas medições realizadas em um único equipamento”, indica o engenheiro.

Sistema inovador

O projeto teve início em dezembro de 2018, com custo total de R$ 3,7 mi. “A iniciativa dá continuidade ao desenvolvimento do P&D D0270, que gerou um sistema inovador de medição de impedância de aterramento de estruturas de linhas aéreas”, comenta o especialista.
Maurissone explica ainda que, no momento atual do cabeça de série – etapa do processo de pesquisa e inovação onde um produto está mais próximo de ser lançado no mercado – será feito o aperfeiçoamento e a montagem pré-industrial do sistema de medição de impedância de aterramento, integrando os desenvolvimentos prévios e a patente de um produto tecnológico chamado “Linha Infinita Artificial (LIA)”.