APP Cemig Atende

Baixe na App Store

Baixe na Play Store

Clique aqui Clique aqui

Cemig reforça dicas de economia de energia com a adoção da onda roxa em Minas Gerais

.Medidas simples podem economizar eletricidade e evitar aumento excessivo na fatura

Com a adoção da onda roxa do Plano Minas Consciente em todas as regiões do estado, como forma de conter a propagação do Covid-19, as pessoas devem permanecer mais em casa e utilizar ainda mais a energia elétrica. Por isso, a Cemig destaca uma série de medidas para que a conta de energia não aumente significativamente e comprometa o orçamento das pessoas.

A recomendação das autoridades é sair de casa apenas em situações de extrema necessidade; além disso, muitas empresas continuam no sistema de home office para preservar a saúde de seus trabalhadores. Dessa forma, as famílias precisam ficar atentas ao consumo de energia de computadores e periféricos. Uma das recomendações é que, ao se ausentar por curto período de tempo, o monitor deve ser desligado. Outros componentes, como impressoras e caixas de som, também devem ficar desligados quando o computador não estiver sendo utilizado.

De acordo com o engenheiro de eficiência energética Welhiton Adriano de Castro Silva, da Cemig, o consumo de energia depende de duas variáveis: da potência do equipamento (medida em watts) e do tempo (ou horas) de utilização. “Dessa forma, podemos economizar energia, reduzindo a potência de equipamentos – por substituição (caso das lâmpadas fluorescentes por lâmpadas LED) ou, quando possível, por regulagem, como é o caso do chuveiro ou do ar-condicionado – ou o tempo de utilização dos aparelhos, como no caso do ferro elétrico, da lavadora de roupas e também do próprio chuveiro”, explica o especialista.

Segundo o engenheiro da Cemig, o chuveiro consome muita energia, sendo responsável por uma grande parcela da fatura de energia. Então, sempre que possível as pessoas devem diminuir a potência do equipamento (para a posição “Verão”) visando reduzir o consumo e, ainda assim, manter uma temperatura agradável da água do banho.

“Como estamos em um período de temperatura amena em Minas Gerais, o simples fato de deixarmos o chuveiro na posição ‘Verão’ significa reduzir a potência do aparelho em cerca de 30%. Mas não é apenas isso! Não adianta reduzir a potência, mas aumentar o tempo de banho”, explica.

Desperdício de energia

A eletricidade consumida pelos aparelhos eletrônico em stand-by (modo de espera) pode representar até 15% do consumo de alguns equipamentos. Vale ressaltar que, ao desligar a TV, é importante desligar os demais equipamentos que estão conectados ao aparelho. Os televisores mais antigos consomem mais que os novos e, no modo de espera, os receptores de TV por assinatura são os maiores vilões do desperdício.

Equipamentos, como receptores de TV por assinatura, computadores e aparelhos de televisão, dentre outros, que costumam ficar ligados em modo de stand-by 24 horas por dia, elevam o valor da conta no final do mês. Para economizar, é necessário que o consumidor retire o equipamento da tomada.

“Por exemplo: tenho uma TV de 40” com 110 watts de potência. Se eu a mantiver ligada desnecessariamente apenas uma hora por dia, todos dias, esse desperdício me custará algo em torno de R$ 3 a 5 na conta. Se somarmos todos os desperdícios, quantos reais não estamos gastando sem necessidade? Não há dúvida de que a mudança de hábito é a melhor maneira de se evitar o consumo desnecessário. Se o consumidor sabe que vai ficar muito tempo sem usar a TV, não custa nada desligá-la”, finaliza o engenheiro.

Marcas Cemig