APP Cemig Atende

Baixe na App Store

Baixe na Play Store

Clique aqui Clique aqui

Cemig investe mais de R$ 900 mil em energização de subestação da Copasa em Brumadinho

.Obra irá contribuir para o desenvolvimento do Estado e beneficiar milhares de clientes da RMBH

A Cemig concluiu mais uma importante conexão de cliente de alta tensão na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Trata-se de uma subestação (SE) da Copasa, no município de Brumadinho, que foi energizada no dia 26 de fevereiro. O empreendimento contou com ampla participação da Cemig em todas as etapas: análise de viabilidade, avaliação e aprovação dos projetos, fiscalização e comissionamento, garantindo todos os critérios de conformidade necessários.

De acordo com o gestor de Empreendimentos de Grande Porte da Copasa, Márcio de Castro Brant Moraes, a energização da SE em Brumadinho irá permitir o acionamento dos conjuntos de motobombas da nova captação no rio Paraopeba, que irão transportar a água bruta até a Estação de Tratamento de Água do Rio Manso. “Essa nova captação proporcionará maior flexibilidade operacional, resiliência e segurança no abastecimento da população da RMBH, especialmente em períodos de prolongada estiagem”, explica o gerente da Copasa.

Após o rompimento – em janeiro de 2019 – da barragem da Mina Córrego do Feijão, de propriedade da Vale, localizada em Brumadinho, o sistema de captação de água do rio Paraopeba foi atingido pelos rejeitos. Assim, a operação foi suspensa, gerando preocupação quanto à possibilidade de desabastecimento de água em Belo Horizonte e região. Após acordo entre Cemig, Vale, Copasa e Ministério Público, a mineradora, como forma de reparação à sociedade, responsabilizou-se pela construção do novo sistema de captação – inclusive pela construção da subestação e da linha de distribuição de 138 mil volts para suprimento de energia elétrica.

Investimento no desenvolvimento do Estado

O gerente de Relacionamento com os Clientes de Alta Tensão de Grande Porte da Cemig, Leopoldo José Fiorizio Sette, explica que a companhia energética ficou responsável pelos serviços de análises dos projetos, aprovação, fiscalização da obra e testes em equipamentos. Para viabilizar esses processos, o investimento da Cemig foi de R$ 913 mil.

“A solução técnica desenvolvida pela Cemig permitiu a implantação do empreendimento com o aproveitamento da infraestrutura local e a conexão por meio de uma linha de distribuição de energia com menor custo financeiro e menor impacto ambiental”, detalha Sette. Segundo ele, a intervenção da Cemig neste empreendimento comprovou a atuação constante da companhia para viabilizar as melhores soluções em energia para seus clientes, de todos os portes, para o crescimento da atividade econômica do Estado de Minas Gerais

 

Marcas Cemig