APP Cemig Atende

Baixe na App Store

Baixe na Play Store

Clique aqui Clique aqui

Cemig inaugura usina solar no Hospital Nossa Sra. da Saúde, em Diamantina, e anuncia nova fase do Projeto Cemig nos Hospitais

.Nova etapa prevê investimentos de R$ 60 milhões em instituições hospitalares de Minas

O Governo de Minas Gerais e a Cemig inauguraram, nesta terça-feira (29/3), a usina solar fotovoltaica do Hospital Nossa Senhora da Saúde, em Diamantina, dentro do Programa de Eficiência Energética (PEE). Com a usina, o consumo da energia fornecida pela Cemig ao hospital será reduzido em mais de 100 mil kWh por ano, o que, representa em média, uma diminuição de 8.300 kWh por mês.

Durante a inauguração, o governador Romeu Zema anunciou a nova etapa do Programa Cemig no Hospitais que, até 2024, vai investir R$ 60 milhões do PEE em novos projetos de eficiência energética para beneficiar 230 hospitais mineiros. “Nos próximos dois anos, o Cemig nos Hospitais vai construir mais 40 usinas fotovoltaicas para fornecimento de energia às instituições de saúde, substituir cerca de 500 mil lâmpadas e fazer a troca de 200 equipamentos hospitalares, como secadoras, autoclaves e focos cirúrgicos, mais modernos e eficientes”, afirmou o chefe do executivo mineiro.

Desta forma, esses recursos vêm se somar a R$ 95 milhões que já foram investidos pela Cemig para beneficiar 334 hospitais de 205 municípios mineiros.

O presidente da Cemig, Reynaldo Passanezi Filho, falou das ações desenvolvidas dentro do Programa de Eficiência Energética e destacou a importância que a iniciativa tem para a saúde e para as cidades atendidas. “Esse programa muito nos orgulha. Nesta inauguração aqui, hoje, com a instalação dessa Usina Fotovoltaica, vamos ajudar na diminuição dos custos da instituição, possibilitando a realização de novos investimentos e melhoria dos serviços prestações na unidade. De forma geral, serão cerca de 230 hospitais contemplados com o programa, além das escolas e da iluminação pública. Queremos fazer com que a Cemig faça cada vez mais seu papel de ser uma indutora do desenvolvimento econômico e social de Minas”, ressaltou o CEO da energética.

Reynaldo Passanezi também lembrou o trabalho da empresa em ajustar as despesas operacionais, de maneira a fazer com que os recursos pudessem ser investidos no estado. “O nosso plano de investimentos é o maior da história da Cemig. São R$22,5 bilhões que serão investidos em cinco anos, a partir do esforço de buscar maior eficiência para a realização dessas iniciativas em Minas Gerais”.

O Hospital Nossa Senhora da Saúde é referência no atendimento de saúde para quatro microrregiões do Alto Jequitinhonha, abrangendo uma população de 400 mil habitantes. Possui ainda um Centro Especializado de Reabilitação que atende a 52 municípios da região. Mensalmente, são realizados 3.500 procedimentos eletivos e de urgência. Além da instalação da usina solar, a Cemig também fez a substituição da iluminação do hospital, com a troca de luminárias e lâmpadas antigas por equipamentos modernos. O investimento das obras foi de R$ 400 mil.

“Com o incentivo do Governo de Minas, iniciativas como o Programa Cemig nos Hospitais permitem difundir os métodos mais modernos de gestão dos recursos disponíveis e de geração de energia por meio de fontes renováveis às instituições públicas e filantrópicas de todos os cantos do estado”, complementou o presidente da companhia.

Ações em Diamantina

Além da usina, o Programa de Eficiência Energética também realizou outras ações para eficientização da energia no município de Diamantina. O sistema de iluminação da Santa Casa de Diamantina foi substituído por lâmpadas a LED, e a instituição também ganhou secadora e autoclave modernas, que vão ajudar a reduzir o tempo de secagem e esterilização de materiais e utensílios. Ao todo, foram investidos R$ 700 mil em melhorias para a instituição.

Vinte escolas da rede estadual que atendem os estudantes de Diamantina também receberam novos sistemas de iluminação em substituição aos antigos, menos eficientes e de manutenção mais cara. Foram destinados ainda R$ 2,5 milhões para tonar a iluminação mais eficiente e para substituir sistemas de ar-condicionado na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. Na área rural, foram beneficiadas 99 famílias de assentamentos rurais. Essas iniciativas proporcionam maior conforto aos alunos, professores e funcionários, possibilitando a destinação dos recursos economizados para outras finalidades acadêmicas.

Estão previstas ainda a modernização da iluminação pública em 62 pontos da cidade, por meio do Projeto Minas Led da Cemig, e o fornecimento de equipamentos para a eficientização de prédios da 6a Companhia do Corpo de Bombeiros e das Polícias Civil e Militar.

Programa de Eficiência Energética

O Governo de Minas e a Cemig realizam o Programa de Eficiência Energética, que é regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e se baseia no incentivo à mudança de hábitos, resultando na redução e eliminação do desperdício como forma de bom uso e preservação dos recursos naturais. É responsável por aplicar, conforme legislação, o percentual estabelecido da receita operacional da companhia em ações que promovem o uso racional da energia elétrica e a redução do desperdício desse recurso com foco na sustentabilidade.

O Programa tem como objetivo combater o desperdício de energia elétrica por meio da substituição de equipamentos obsoletos por outros mais modernos, da introdução de medidas educativas para reduzir o desperdício e o valor da conta de energia, além de oferecer mais qualidade no trabalho de campo e garantir cada vez mais segurança na área da saúde nos municípios de concessão da empresa.

Até o final de 2024 a Cemig irá investir R$ 368 milhões em projetos de eficiência energética, beneficiando hospitais, escolas, comunidades, APACs, entidades filantrópicas, prefeituras e universidades, dentre outros.

Crédito: Guto Nascimento Fotografias.

Marcas Cemig