APP Cemig Atende

Baixe na App Store

Baixe na Play Store

Clique aqui Clique aqui

Operação PCH Peti – 09/01/2022

.Cemig esclarece informações sobre a operação da PCH Peti, no Rio Santa Bárbara, próxima ao município de São Gonçalo do Rio Abaixo

A Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Peti está localizada no Rio Santa Bárbara, afluente do Rio Piracicaba, entre os municípios de Santa Bárbara e São Gonçalo do Rio Abaixo.

A PCH Peti, embora seja classificada como possuindo um reservatório fio d’água, tem reservatório com pequena capacidade de regularização de vazões, o que permite a alocação de Volume de Espera de forma a permitir o Controle de Cheias.

Desde a noite de sexta-feira, 07/01/2022, a bacia do Rio Santa Bárbara tem recebido volume significativo de chuvas. Por consequência, as vazões afluentes ao reservatório da PCH Peti começaram a subir na sexta-feira, saindo de um patamar de 75 m³/s para 210 m³/s ao final do dia. No sábado as vazões afluentes permaneceram em subida, atingindo vazão de 290 m³/s às 0:00 de domingo. No início do evento chuvoso o reservatório se encontrava próximo ao seu mínimo operativo, o que permitiu amortecer a cheia afluente e permitir a abertura gradual das comportas ao longo da sexta e sábado, em patamares pactuados com a Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil de São Gonçalo do Rio Abaixo – principal município afetado pela cheia do Rio Santa Bárbara. As vazões foram mantidas em patamares que ocasionam menor impacto ao município até a manhã de sábado, quando precisaram ser ampliadas à patamares que já iniciam a inundação em locais do município mais próximos ao Rio Santa Bárbara.

Ao longo de todo o sábado e domingo as defluências da PCH Peti permaneceram subindo, porém abaixo das vazões que o reservatório vinha recebendo, permitindo a comunicação antecipada com a Defesa Civil de forma a retirar a população da área afetada.

Às 18:00 de domingo, horário em que esta publicação foi escrita, o reservatório encontra-se com afluências de 450 m³/s, liberando 340 m³/s, e armazenamento de 75%. A previsão para a noite de domingo e para segunda-feira indicam a permanência de chuvas na região, que devem ocasionar o aumento das vazões afluentes ao reservatório. Desta forma, é esperado que as vazões liberadas pela PCH sigam em ampliação à medida que as vazões afluentes ao reservatório aumentem, visando controlar a subida de nível do reservatório.

Pela previsão de vazões atual, é esperado que o reservatório atinja o seu máximo operativo nesta segunda-feira. Quando isto ocorrer, a operação do reservatório passará a ser fio d’água, com toda a vazão recebida sendo repassada através dos vertedouros, de forma que o nível do reservatório não ultrapasse o limite máximo.

A Cemig segue em contato permanenente com a Defesa Civil de São Gonçalo do Rio Abaixo e de demais municípios da calha do Rio Santa Bárbara e Rio Piracicaba, atualizando as condições de operação da usina.