Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal

Você conhece o Faveiro-de Wilson?

 

O faveiro-de-Wilson (Dimorphandra wilsonii Rizzini – Fabaceae) é uma espécie arbórea criticamente em perigo de extinção (Martinelli & Moraes, 2013), que requer ações de conservação urgentes para a sua sobrevivência, devido ao seu tamanho populacional atualmente bastante reduzido, com apenas 246 indivíduos adultos.

Todos esses indivíduos estão fortemente ameaçados, principalmente pela expansão urbana e pelas atividades agropecuárias ao noroeste de Belo Horizonte. Essa possibilidade iminente de extinção e todo o conhecimento gerado pelo Projeto Conservação e Manejo de Dimorphandra wilsonii, iniciado em 2004 e coordenado pelo Jardim Botânico da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte – FZB-BH, impulsionaram a concretização de um PAN - Plano de Ação Nacional.
A espécie ocorre nos biomas Mata Atlântica e Cerrado, especificamente na Floresta Estacional Semidecidual Montana e nas fisionomias Cerrado stricto sensu e Cerradão. Os registros de ocorrência da espécie estão distribuídos em três bacias hidrográficas, Rio Paraopeba, Rio das Velhas e Rio Pará (Fernandes & Rego, 2014), todos tributários do Rio São Francisco, na eco região São Francisco-Velhas. Esta região engloba os seguintes municípios, conforme relação abaixo:
  
 
 
MUNICÍPIOS
 
Caetanópolis
Nova Serrana
Esmeraldas
Paraopeba
Fortuna de Minas
Perdigão
Inhaúmas
São José da Varginha
Jaboticatubas
Sete Lagoas
Lagoa Santa
Florestal
Maravilhas
Juatuba
Matozinhos
Pequi

 
Trata-se também de região com grande atividade econômica, consequentemente com grande demanda de energia elétrica e densidade de sistemas de transporte de eletricidade.

Em decorrência de sua Política de Biodiversidade e das características singulares da região onde ocorre essa espécie, a Cemig apoia as ações do Jardim Botânico de Belo Horizonte para a preservação do Faveiro-de-Wilson (Dimorphandra wilsonii Rizzini – Fabaceae), e dentre as ações de apoio ao PAN Faveiro-de-Wilson, a Cemig e a Fundação Zoo Botânica de Belo Horizonte realizaram dia 26 e 27 de setembro de 2017 um dia de Campo sobre o Faveiro-de-Wilson na UNIVERCEMIG, em Sete Lagoas, uma das regiões de ocorrência da espécie. Especialistas do Jardim Botânico de Belo Horizonte e do Instituto Estadual de Florestas – IEF, ensinaram os técnicos a reconhecer a espécie para que se tornem multiplicadores desse conhecimento. Foram também discutidos os diversos aspectos da ecologia do Faveiro e quais iniciativas podem ser adotadas para sua preservação.

Dando prosseguimento às ações de apoio ao Plano de Ação Nacional, foram plantadas dia 06 de dezembro de 2017 quatro mudas desta espécie no campus da UNIVERCEMIG, onde aqs condições para desenvolvimento da árvore são muito favoráveis.

As mudas foram produzidas no viveiro do Jardim Botânico de Belo Horizonte, tendo sua origem rastreada e suas coordenadas de plantio registradas pela Instituição.

A Cemig agradece o apoio da equipe da UNIVERCEMIG, da PM de Sete Lagoas e de todos que acreditam e contribuem para a conservação de nossos recursos florestais.

álbum de fotos

Imagem Anterior Pausar Próxima Imagem

Fale com a Cemig : ligue 116 | Fora do Estado de Minas Gerais: 0800 721 0116   |   Deficientes auditivos: 0800 723 8007

Copyright Cemig - Todos os direitos reservados