Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal

Segurança nas ruas

 

Pipas

Durante o inverno, a prática de soltar papagaios se intensifica devido ao tempo favorável – céu limpo, ventos mais intensos e constantes, escassez de chuva e raios. No entanto, essa brincadeira pode trazer graves consequências, se praticada próximo à rede elétrica.

Os acidentes acontecem quando o papagaio fica preso na rede elétrica e as pessoas tentam retirá-lo utilizando materiais condutores, como pedaços de madeira e barras metálicas ou de ferro. O contato com a rede elétrica pode ser fatal, além do perigo de queda devido ao impacto causado pelo choque elétrico.

Crianças se arriscam subindo em muros, postes, linhas de transmissão e construções, e muitas soltam pipas com arames e fios, o que é muito perigoso. Os acidentes mais comuns são queda de altura e choque elétrico com queimaduras graves.

Outro hábito que deve ser evitado é o uso do cerol. A mistura cortante, feita com cola, vidro e restos de materiais condutores de eletricidade, pode transformar uma simples linha de papagaio em um material condutor e provocar choque elétrico ao entrar em contato com a rede. Há também o risco de acidentes com motociclistas e transeuntes.

Além disso, pipas na rede elétrica podem deixar consumidores sem energia. As principais causas dos desligamentos são o rompimento de cabo devido ao uso do cerol e curtos-circuitos provocados pela tentativa de retirar o papagaio da rede.

Fio partido

Os fios da rede elétrica podem partir-se por diversas causas, como vandalismo, pipas, colisões entre veículos em postes, dentre outras. Mesmo partidos, os fios podem estar energizados e provocar acidentes graves. Por isso, nunca toque em um fio partido. A seguir, algumas orientações:
  • não socorra ninguém que estiver preso a um fio partido. A Cemig possui profissionais treinados para lidar com essa situação. Nesses casos, avise a Cemig imediatamente e não deixe ninguém se aproximar;
     
  • em caso de colisão com um poste de rede elétrica, este poderá se quebrar e os fios elétricos caírem no solo, sobre cercas, sobre residências ou ainda sobre veículos. Neste caso, não saia do carro e não tente socorrer ninguém. Se houver incêndio, salte do carro com os dois pés juntos, o mais longe possível. Não encoste no veículo em hipótese alguma;
     
  • se um fio partido cair sobre uma cerca metálica ele pode energizá-la. Não toque na cerca e não tente retirar o fio elétrico caído sobre ela, pois você poderá sofrer choque elétrico. Se alguém estiver grudado na cerca, não tente prestar socorro. Entre em contato com a Cemig;
     
  • lembre também que, ao construir cercas, instale isoladores (seccionadores) e aterre os arames. Caso algum fio elétrico caia sobre eles, o aterramento escoará a energia para o fio terra.
Árvores
 
Subir em árvores é divertido, mas observe a existência de fios por perto. Se os galhos das árvores estiverem próximos à rede elétrica, podem conduzir eletricidade e causar graves acidentes. Além disso, nunca realize podas em árvores que estejam próximas à rede elétrica. Somente pessoas autorizadas podem fazer isso.

Tendo em vista que a arborização urbana é de responsabilidade do município, como forma de viabilizar a harmonização entre a rede elétrica e a arborização, a Cemig firmou com a Prefeitura de Belo Horizonte uma parceria, que se concretizou por meio do Programa Premiar. A Cemig reforça seu compromisso de desenvolver ações que permitam melhorar ainda mais a qualidade do fornecimento de energia elétrica e reafirma a sua preocupação e respeito com o meio ambiente.

Conheça o Premiar


Antenas

Antenas de rádio e televisão devem ser instaladas com cuidado para que não toquem ou caiam sobre os fios da rede elétrica.

Postes

Nunca suba em postes. Somente os empregados da Cemig podem fazer serviços na rede elétrica. Eles são preparados para isso com técnicas e equipamentos apropriados que evitam acidentes.

Queimadas
As principais causas de queimadas em Minas são a queima preparatória de pastos e de terrenos para plantio, especialmente em períodos de altas temperaturas e baixa umidade do ar, além da queima de lixos e de tocos de cigarros jogados em beiras de estradas, atingindo a vegetação seca, e descargas atmosféricas.

Quando o fogo atinge sedes municipais, vários órgãos públicos de saúde e segurança são prejudicados, pois o tempo de restabelecimento de energia nesses casos é elevado devido aos danos provocados na rede elétrica. Para ajudar a diminuir os índices de focos de queimadas, a Cemig recomenda:

  • fazer queimadas somente com autorização do IEF (0800 283 2323), Ibama ou órgãos competentes e de forma controlada, com a construção de aceiros e barreiras que impedem a propagação das chamas. O aceiro pode ser feito em forma de vala ou limpeza do terreno, de modo a obstruir a passagem do fogo;
     
  • não jogar pontas de cigarro próximo a qualquer tipo de vegetação;
     
  • apagar com água o resto do fogo em acampamentos para evitar que o vento leve as brasas para a mata;
     
  • não realizar queimadas a menos de 15 metros de rodovias, de ferrovias e do limite das faixas de segurança das linhas de transmissão e distribuição de energia elétrica.

A Cemig lembra que é proibido o uso de fogo em áreas de reservas ecológicas, preservação permanente e parques florestais. De acordo com a legislação, o  indivíduo que cometer o crime ambiental terá que responder a processo, com possibilidade de prisão, e deverá pagar multa pelo dano ambiental causado. 

Em caso de incêndios, o Corpo de Bombeiros (193) ou as Brigadas Voluntárias de Combate a Incêndios Florestais devem ser avisados o mais depressa possível.
 
Furtos de energia
 
Algumas questões relativas às ligações clandestinas devem ser ressaltadas, pois implicam risco aos usuários, aos moradores, aos vizinhos próximos à fiação irregular e aos trabalhadores das distribuidoras. Os principais riscos são:
  • choque elétrico: acidentes com condutores estendidos em locais inapropriados como árvores, sacadas, cercas de arame e até mesmo no chão;
     
  • curto circuito e incêndios: nos imóveis atendidos e nos lcais por onde se estendem as redes clandestinas, podendo atingir gravemente a população, matas e florestas;
     
  • acidentes com profissionais das concessionárias de energia, devido à dificuldade de execução de suas tarefas em postes com emaranhados de fios das ligações clandestinas;
     
  • danos aos equipamentos elétricos da população, devido à queda na qualidade da energia e às constantes interrupções no sistema elétrico;
     
  • aumento da criminalidade pelo desligamento da iluminação pública;
     
  • aumento do número de ocorrências de falta de energia;
     
  • danos à rede elétrica com o rompimento de condutores e queima de transformadores: carga no sistema acima do que foi projetado para suportar, devido à soma das ligações regulares e das ligações clandestinas.
 

 

Fale com a Cemig : ligue 116 | Fora do Estado de Minas Gerais: 0800 721 0116   |   Deficientes auditivos: 0800 723 8007

Copyright Cemig - Todos os direitos reservados