Skip Navigation LinksPortal Cemig » pt-br » A Cemig e o Futuro » Inovação » Alternativas Energeticas » Energia Eólica

Energia eólica

Usina Eólio-Elétrica Experimental Morro do Camelinho​
Pioneira no setor, a Cemig foi a primeira concessionária brasileira a instalar uma usina eólica conectada ao sistema elétrico integrado, a Usina Eólio-Elétrica Experimental Morro do Camelinho, em 1994.
Localizada no município de Gouveia, em Minas Gerais, a usina possui quatro geradores eólicos com 250 kW de potência em cada, totalizando 10 MW.
 
Em 2009, o Conselho de Administração da Cemig aprovou a aquisição de 49% da participação societária em três parques eólicos de propriedade da Energimp S.A. localizados no Ceará, com potência total de quase 100 MW e investimento de R$ 213 milhões.
Com o negócio, a Cemig passou a ter participação nas seguintes empresas: Central Eólica Praias de Parajuru (28,8 MW), no município de Beberibe (a 110 km de Fortaleza), Central Eólica Praia do Morgado (28,8 MW) e Central Eólica Volta do Rio (42,0 MW), ambas no município de Acaraú (a cerca de 250 km de Fortaleza). Os três parques eólicos já estão em pleno funcionamento.
 
Parque Eólico Praias de Parajuru
O Parque Eólico de Praias de Parajuru tem extensão de 325 hectares, com 19 aero geradores de 1,5 MW. 
 
Em maio de 2010, foi inaugurado o segundo parque eólico, Praia do Morgado, localizado no município de Aracaú, a 260 km de Fortaleza. Praia do Morgado tem capacidade de 28,8 MW, corresponde a uma área de 366 hectares e conta com 19 aero geradores de 1,5 MW.
 
Em setembro de 2010, foi inaugurado o último dos três empreendimentos, o Parque Eólico Volta de Rio. Também localizado no município de Acaraú, Volta de Rio ocupa uma área de 377 hectares e possui 28 aero geradores, com capacidade instalada de 42,4 MW.
 
Parque eólico Praia do Morgado
A energia gerada pelas usinas do complexo eólico vai evitar o lançamento anual na atmosfera de aproximadamente 146 mil toneladas de CO2 (gás carbônico) e 920 toneladas de SO2 (dióxido de enxofre), caso essa energia fosse gerada por termelétricas.
Atualmente, a Cemig desenvolve, em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), geradores eólio-elétricos de pequeno porte adaptados a instalações em regiões montanhosas, com potencial de atendimento a localidades remotas.
 
Mapeamento eólico
 
A Cemig, de olho no futuro e na sustentabilidade, finalizou o Mapeamento do Potencial Eólico de Minas Gerais. Nesse estudo, foram indicados os locais promissores no Estado para a implantação de novos empreendimentos de geração de energia eólica.
 
Com as pesquisas realizadas já se tem a noção de que a Serra do Espinhaço, no norte do Estado até o sul da Bahia, é uma região de potencial eólico extremamente elevado.
 
O investimento em usinas eólicas faz parte da estratégia da Cemig de crescer de forma sustentável econômica, ambiental e socialmente. Devido a essa consciência, a Empresa tem uma posição de destaque no cenário nacional, com participação de mais de 90% de fontes limpas em sua matriz.
 

Fale com a Cemig : ligue 116   |   0800 721 0116   |   Deficientes auditivos: 0800 723 8007

Copyright Cemig - Todos os direitos reservados