Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
CÉLULA A COMBUSTÍVEL

A célula a combustível é um dispositivo eletroquímico que converte a energia química contida no hidrogênio em energia elétrica e água.

O esgotamento dos combustíveis fósseis e a degradação do meio ambiente estão entre os principais problemas enfrentados pela sociedade moderna. Infelizmente os combustíveis fósseis possuem impurezas, muitas delas compostas por enxofre, e as altas temperaturas atingidas no processo de combustão implicam reação do nitrogênio presente no ar.

Além disso, nem sempre a quantidade de oxigênio presente é suficiente para que ocorra a queima total do combustível, gerando macro partículas de carbono. Todos esses fatores geram considerável poluição.

Outro problema é a eficiência do aproveitamento da energia química contida no combustível. A maior parte da energia liberada na combustão direta, como a que ocorre na queima de combustível no motor dos automóveis e nas usinas termoelétricas, está na forma de calor.

Em resumo, os maiores problemas de produção de energia por meio de combustão são:

      • combustível fóssil não é renovável
      • o aproveitamento da energia é pequeno (baixa eficiência)
      • poluição ambiental severa, promovendo problemas sérios para a saúde e bens materiais

A célula a combustível é um equipamento que realiza uma reação eletroquímica entre o oxigênio e o hidrogênio que não representa combustão. Normalmente esses sistemas possuem alta eficiência, são silenciosos e podem ser montados de forma modular, uma vez que não possuem partes móveis.
As células a combustível estimulam a obtenção de uma solução local, pois a fonte de hidrogênio se torna particularmente flexível. Existem seis tipos de células a combustível que se diferem basicamente pelos elementos constituintes, pela temperatura de operação e pela pureza do gás utilizado.
Princípio de funcionamento

A célula a combustível é um tipo de bateria em que ocorre o fornecimento contínuo de energia desde que se alimente continuamente com os gases. A reação global do processo na célula a combustível utilizando hidrogênio é:        2H2(g) +  O2(g) => 2H2O + energia.
Quando o hidrogênio entra em contato com um catalisador (platina ou liga de platina–rutênio, platina–irídio ou de outros materiais), ele cede elétrons para o metal ou liga produzindo H+. Esses prótons são transportados pelo eletrólito, que no caso da célula PEM é uma membrana polimérica (Nafion®). Essa membrana, além de transportar os prótons, é isolante elétrica.
Os elétrons, por sua vez, são conduzidos por um circuito externo gerando um fluxo de elétrons e, assim, corrente e potência elétricas. No caso do oxigênio, que pode ser obtido da própria atmosfera, é produzido vapor de água com a chegada dos prótons de hidrogênio através da membrana e a circulação dos elétrons.
 
Características e aplicações
• possui elevada eficiência de conversão elétrica, chegando a 50%;
• possui elevada eficiência de conversão com cogeração chegando a 80% (calor pode ser usado para aquecer água);
• geração no local, sem poluição química, porque produz somente água, e sem poluição sonora;
• vida útil estimada de até 40 mil horas;
• o custo ainda é elevado porque é uma tecnologia nova e não é produzida em grande escala.
Aplicações da célula a combustível:
• veículos espaciais;
• energia de backup;
• geração de energia veicular: veículos elétricos e híbridos;
• geração estacionária em indústrias e residências;
• geração portátil como potência para celulares e notebooks.

Cenários
Apesar dos grandes investimentos em pesquisa e de todo o esforço, principalmente dos países industrializados (como os Estados Unidos), os impasses científicos e tecnológicos ainda não foram superados.
Considerando a situação atual de pesquisa existe uma expectativa de que em 50 anos ocorram avanços no sentido de tornar comerciais e disponíveis produtos das tecnologias das células a combustível.
Hoje o custo de uma unidade de geração de células a combustível do tipo PEM para aplicação como backup de energia é de aproximadamente 5 mil euros por kilowatt. Esse valor para determinados nichos de mercado já pode ser considerado competitivo. Contudo, ainda distante de uma ampla aplicação desses equipamentos.

Outros destaques

Atlas Biomassa Atlas Eólico Atlas Solarimétrico vol. I Atlas Solarimétrico vol. II Confira o Balanço Energético de MG Sistema de Gestão do Programa de P&D

Fale com a Cemig : ligue 116 | Fora do Estado de Minas Gerais: 0800 721 0116   |   Deficientes auditivos: 0800 723 8007

Copyright Cemig - Todos os direitos reservados